domingo, 4 de março de 2007

Discos para ouvir, antes de morrer - Closer - Joy Division



Um dos meus disco do top ten.

Ouvi este disco vezes sem conta. A velhinha K7, tantas vezes copiada, ainda existe.

Mas também tenho em CD, mp3, e vinil - mas um vinil muito especial. Edição com erro de prensagem, surgiu com dois lados B. Uma reliquia. Comprei na antiga loja de musica do CCCarmo (clave de sol? será?), depois de ter sido devolvido por ter dois lados iguais.
O Poster da capa do disco, comprado em bruxelas em 89, fez-me companhia + de 15 anos, apodreceu com a humidade, tadinho.)








imagem: (scan da capa do meu cd)


...Se antes se tinha abastecido de um background obscuro, aqui os característicos tratamentos dos ecos e reverberações constituem grande parte do esqueleto das canções, levando-as, de alguma forma, ao ponto máximo da desolação e contundêncía da sua tristeza. Mas nas últimas trés canções não existe separação entre o tormento pessoal de Curtis e as suas letras deprimentes. A lápide da capa, pensada pelo grupo grupo tempo antes do falecimento do cantor, pode ser uma infeliz coincidência, mas é difícil não a interpretar como uma nota de suicídio.


(MB in 1001 discos para ouvir antes de morrer)

3 comentários:

Chico disse...

Grande disco!
Acho um piadão aos novos "urbano-depressivos" que por aí andam, a ouvir Coldplay e coisas supostamente muito "alternativas" e "depressivas"...
Coisas ´pra meninos...
Joy Division é assustador, é a negritude total, é a beleza da estética sinistra.
Esses novatos deviam ouvir isto, e tentar interpretar as letras do Ian Curtis. O resto é a brincar.
Nunca levei um tipo tão a sério no mundo da (deste tipo de) música com ao Ian Curtis (afinal o tipo não estava mesmo a brincar...).
Outros há (Lou Reed, Roger Waters, Morrisey...), mas este tipo foi o expoente máximo.
Hoje, parece que todos lhes devem e ninguém lhes paga, cabisbaixos, e tal, com aquelas roupinhas ridículas e um BMW à porta.
Isto é que era um gajo perturbado a sério, que usava a música como escape.
Ao pé dele, uma cambada de maricas, é o que é...

jocasipe disse...

Disco fantástico sem dúvida. A Joy Division é a única banda que tem mencionados todos os seus álbuns no livro 1001 discos para ouvir antes de morrer (Still é compilação).
Aconselho vivamente o filme 24 hours party people:
http://www.partypeoplemovie.com/

RCataluna disse...

Sim senhor! Mais um fã de Joy Division!

Também gosto muito e adorei o 24 Party People. A sua banda sonora é uma das minhas favotitas!!

Ouvir Joy Division antes de morrer?

Sem dúvida...

Abraço e boa semana!