quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Fotografias que fizeram história (II)

A agonia de Omayra


Omayra Sanchez foi uma menina vítima do vulcão Nevado do Ruiz durante a erupção que arrasou o povoado de Armero, Colômbia em 1985. Omayra ficou três dias jogada sobre o lodo, água e restos de sua própria casa e presa aos corpos dos próprios pais. Quando os paramédicos de parcos recursos tentaram ajudá-la, comprovaram que era impossível, já que para tirá-la precisavam amputar-lhe as pernas, e a falta de um especialista para tal cirurgia resultaria na morte da menina. Omayra mostrou-se forte até o último momento de sua vida, segundo os paramédicos e jornalistas que a rodeavam. Durante os três dias, manteve-se pensando somente em voltar ao colégio e a seus exames e a convivência com seus amigos. O fotógrafo Frank Fournier, fez uma foto de Omayra que deu a volta ao mundo e originou uma controvérsia a respeito da indiferença do Governo Colombiano com respeito às vítimas de catástrofes. A fotografia foi publicada meses após o falecimento da garota. Muitos vêem nesta imagem de 1985 o começo do que hoje chamamos Globalização, pois sua agonia foi vivenciada em tempo real pelas câmaras de televisão de todo o mundo.

4 comentários:

Rubina disse...

Uma foto impressionante...

Lumife disse...

Um adeus à vida perante a indiferença de quem tudo devia ter feito para salvar esta heroína.

Abraço

Olhos de mel disse...

Meu Deus, imagem e história chocante! Me deu uma dor enorme! Infelizmente temos que conviver com a indiferença dos que se dizem seres humanos...
Fique com Deus! Beijos

Zig disse...

Não me lembro disso (nessa altura eu tinha 15 anos) ! É de arrepiar!