quarta-feira, 14 de novembro de 2007

Fotografias que fizeram história (IX)

Protesto silencioso


Thich Quang Duc, nascido em 1897, foi um monge budista vietnamita que se sacrificou até a morte numa rua movimentada de Saigon em 11 de junho de 1963. Seu acto foi repetido por outros monges. Enquanto seu corpo ardia sob as chamas, o monge manteve-se completamente imóvel. Não gritou, nem sequer fez um pequeno ruído. Thich Quang Duc protestava contra a maneira que a sociedade oprimia a religião Budista em seu país. Após sua morte, seu corpo foi cremado conforme à tradição budista. Durante a cremação seu coração manteve-se intacto, pelo que foi considerado como quase santo e seu coração foi transladado aos cuidados do Banco de Reserva do Vietnan como relíquia.

8 comentários:

Olhos de mel disse...

Nossa, que chocante! Pior que tanto sacrifício, nada adiante. Porque as pessoas são insensíveis.
Beijos

Plum disse...

Impressionante...

Zig disse...

Arrepiante, minha nossa!

noctivaga disse...

O ser humano quando nasce é, por natureza, mau. Nasce chorando, zangado... Modifica-se porque precisa de viver em sociedade. Contudo, nem todos se tornam sociáveis. Dai estas tiranias próprias do Homem na sua mais pura essência.

Bento disse...

Impressionante, e inacreditável, será que adiantou!?

Olhos de mel disse...

Passei pra lhe ver e convidar a assistir um show lá em casa.
Bom domingo!
Beijos

Rubina disse...

História impressionante!

O Puto disse...

Esta foto é impressionante! Os Rage Against The Machine utilizaram-na para a capa do álbum de estreia.