sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

Beja - Ontem e hoje

Ora cá vamos de regresso ao passado. Hoje trago-vos uma imagem de um lugar popularmente conhecido como "meia-laranja", uma espécie de lugar da "má língua", bem no coração das Portas de Mértola.
Esta imagem, já a cores deve datar de meados dos anos 80's. Ainda existia circulação automóvel neste local, algo que felizmente veio a desaparecer. Uma casa que sempre conheci, a Papelaria Correia, era uma referência neste local.

(foto recebida por mail)


Já de cara lavada, o edifício viu desaparecer a vestuta Papelaria Correia pelas modernices da Papelaria Fernandes. Vejo, com agrado, que a afixação de publicidade já não é tão agressiva e sem lei como o era há anos atrás. Os automóveis deixaram de circular e foi criada uma ampla zona pedonal. Curiosamente o marco do correio mantém-se no mesmo local.


(foto: jocasipe)

quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Alta tecnologia - Nova Invenção

Ora aqui está uma GRANDE ideia.

Creio que é exclusivo do Feira Nova, e vai fazer furor de certeza.

(imagem recebida por mail)

Só não entendo para que raio uma fritadeira eléctrica necessita de um Disco de 250 Gb, controladores, software, cabo usb..... E o processador, qual é?????

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Baixo Alentejo

Nascido e criado em Beja, capital do Baixo Alentejo, sempre nutri um gosto particular por esta cidade que me viu nascer.

Também sempre a soube quase abandonada à sua sorte, fruto de politicas nada condizentes com uma capital de distrito (o maior do país!). Não é pois difícil enumerar exemplos de situações onde Beja, a cidade, tenha sido preterida a favor de Évora, por exemplo.

Talvez por isso, ultimamente tenho assistido a uma perspectiva de desenvolvimento que muito me apraz registar. Creio que teremos condições de proporcionar um melhor futuro aos nossos filhos, sem terem necessidade de procurar longe da sua terra o indispensável trabalho.

Nos dois últimos fins-de-semana, fiz uma coisa que gosto particularmente: ir passear nesta imensa planície. Deixar o alcatrão para trás e, quase sem rumo, explorar o terreno adjacente.
Foi bom. Principalmente porque vejo que a água de Alqueva já está a chegar bem perto. Os campos cultivados (por espanhóis ou portugueses, não interessa) têm outro elan. E o aeroporto de Beja está a avançar.

Tenho esperança num futuro melhor.

(fotos: jocasipe)

sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Natal sem presépio

Este ano não vai haver presépio!

Lamentamos mas:

- Os Reis Magos lançaram uma OPA sobre a manjedoura e esta foi retirada do estábulo até decisão governamental;

- Os camelos estão todos no governo;

- Os cordeirinhos estão tão magros e feios que não podem ser exibidos;

- A vaca está louca e não se segura nas patas;

- O burro está na Escola Básica a dar aulas de substituição;

- Nossa Senhora e São José foram chamados à Escola Básica para avaliar o burro;

- A estrelinha de Belém perdeu o brilho porque o Menino Jesus não tem tempo para olhar para ela;

- O Menino Jesus está no Politeama em actividades de enriquecimento curricular e o tribunal de Coimbra ordenou a sua entrega imediata ao pai biológico;

- A ASAE fechou temporariamente o estábulo pela falta da manjedoura e, sobretudo, até serem corrigidas as péssimas condições higiénicas do mesmo, de acordo com as normas da UE.

Beja - Ontem e hoje

Regresso hoje a um dos meus tópicos favoritos, o confronto visual entre o passado e o presente na cidade de Beja. A primeira imagem mostra o local onde veio a ser construído o actual edifício da Caixa Geral de Depósitos, como a legenda indica. Deste angulo podemos ver o amontoado da casas que foram sendo construídas ao redor da muralha da cidade. Pode-se ainda observar, no lado esquerdo, um pouco do edifício do Banco de Portugal, que continua sem ocupação. O jipe, militar creio, deveria ser um dos poucos veículos da cidade.


Agora quase tudo mudou. A fachada do edifício da CGD ocupamos todo o angulo de visão. Os automóveis, então... - cresceram e multiplicaram-se!


(fotos: recepção por mail e jocasipe)

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Com a proximidade do Natal...

Aproxima-se a época festiva, Natal e Final do Ano.

Considerando a minha qualidade de pessoa importante e organizada, comunico a todos vós, meus amigos, colegas e admiradores, e toda a sorte de pessoas que de uma ou de outra forma gostariam de ter a honra de me oferecer algo para que possam ser por mim eventualmente recordados, que já estou disponíve, das 16 às 18, (todos os dias), para receber os vossos presentes.

Ciente de que este aviso vos é de extremo interesse e importância, e tomando em consideração a experiência dos anos idos, em que se formaram longas, perturbantes e trabalhosas bichas em frente ao meu gabinete para a entrega de presentes, apelo , sinceramente, para que cenas como essas não voltem a repetir-se e espero que pautem pelo civismo, urbanidade nas vossas entregas. Evitem correrias de última hora e a desilusão de não me poderem oferecer um presente!
Admite-se também a entrega de apenas um presente por pessoa.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Telegrama


Desafio II

Ora bem, hoje é dia de responder aos desafios que me tem sido lançados pela comunidade "blogueira" nos últimos tempos. Confesso que não sou muito adepto destas coisas, e tenho pouco jeito para isso. Depois do post anterior, vem agora a resposta ao desafio do Zizas, espero corresponder, pois o desafio é escrever 5 frases surreais e passa-lo a 5 pessoas. Como não tenho grande jeitinho para estas coisas, escrevi algumas que gostaria que deixassem de ser surreais, e passassem a reais. Noutras coloquei um pouco de humor, pois quem me conhece pessoalmente sabe que sou uma pessoa bem divertida, e não é fácil estar perto de mim sem dar uma boa gargalhada. Ora vamos lá:

1 – O mundo, tal como o conhecemos, acaba hoje. A partir de amanhã, não mais existirá ódio, e os Homens trabalharão de mãos dadas.

2 – Mais vale uma na mão que duas no soutien.

3 – Se eu vou para ali, deixo de estar aqui!

4 – Basta um whisky para ficar bêbado. Nunca sei se é o 9º ou o 10º…

5 – Portugal é um País perfeito!


Não enumero 5 blog's para continuarem o desafio, mas convido todos os que se sentirem motivados a tal.

Desafio

Por norma não gosto de seguir correntes, e poucas vezes respondo a desafios. No entanto, estou em falta em alguns desafios que me tem feito na comunidade "glogueira". Vou tentar por a escrita em dia e começo pelo desafio que me foi proposto pela rubina.

O que te choca: O abuso de crianças.
O que te arrepia: O esferovite a roçar numa superficie.
O que te excita: Uma loira que todos os dias se deita a meu lado.
O que te solta: O mar, o campo, enfim a natureza.
O que te faz rir: Uma piada inteligente.
O que te faz chorar: A insensatez humana.
O que te causa náuseas: O cheira a migas.
O que te falta para seres feliz: Chegar ao fim da vida e pensar: Valeu a pena!
O que te traz infelicidade: A inveja, o ódio, o Sócrates.
O que te magoa: A mentira.
O que desejas: Felicidade.
O que receias: Perder a sanidade mental.
O que não queres perder: O bom senso.
O que queres alcançar: A felicidade.
Uma data que abomines: 17 abril.
Uma festividade que adores: Dia dos namorados :-)
Uma qualidade que aprecies numa pessoa: A honestidade.
Uma característica que abomines numa pessoa: A inveja.
Uma mentira que tenhas dito: Já tenho dito algumas, mas geralmente são piedosas.
Uma nostalgia: A minha infância.

Não vou passar a ninguém em particular, antes deixo a desafio a todos os que me visitam. Estejam à vontade e partilhem um pouco daquilo que são. Se possivel informem.

domingo, 9 de dezembro de 2007

Gosto delas

Por manifesta falta de tempo não tenho cá vindo. E, o FDS terminou...

(foto: jocasipe)

Apresento-vos a "dominadora"! Está vigilante, a saber o que a filha faz. É natural, pois a net tem alguns perigos.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Beja - Ontem e hoje

É talvez a mais nobre entrada da cidade de Beja. A Erminda de Santo André, situada na Rua de Lisboa esteve muitos anos em estado muito degradado, ameaçando mesmo a ruína.
Era um péssimo cartão-de-visita para quem entrava em Beja por aquela artéria.
Recordo-me que nas traseiras daquele local muitas vezes joguei à bola, ao berlinde, ao funcho, ao apanha e a tantas outras brincadeiras do meu tempo de criança.


(foto recebida por mail)

Felizmente, houve bom senso de, a tempo, se fazer uma recuperação profunda daí resultando num espaço bem agradável, e um bom postal da cidade para quem entra por aquela via. Ao invés do que acontecia na minha infância, já não se observam miúdos a brincar (devem estar na playstation, ou no PC). Ocasionalmente vejo "velhos" apanhando um pouco de sol ou a jogar à malha. Ao menos dinamizam o espaço circundante da Ermida que está fechada... não sei por que razão...

(foto: jocasipe)

terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Fotografias que fizeram história (XII)

Triunfo dos Aliados
Esta fotografia do triunfo dos aliados na segunda guerra, onde um soldado Russo agita a bandeira soviética no alto de um prédio, demorou a ser publicada, pois as autoridades Russas quiseram modificá-la. A bandeira era na verdade uma toalha de mesa vermelha e o soldado aparecia com dois relógios no pulso, possivelmente produto de saque. Sendo assim foi modificada para que não ficasse feio para os soviéticos.



Novoeiro

O Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica informa que:

Devido ao intenso novoeiro que hoje se abate sobre o País não se conseguirá ver a ponta de um corno.

Oriente-se pela outra.

Control - The story of Ian Curtis

Uf. Consegui!

Finalmente vi o filme Control.

Ao invés do que muitos pensam, não é a história dos Joy Division que é retratada. Antes, a vida de Ian Curtis, mais humano que mito.

Sei que sou suspeito, pois a Joy Division sempre foi "a minha banda", mas adorei o filme. Já estava desesperado, pois tinha estreado hà dias e eu sem o ver. Ao que me constou virá até esta minha cidade apenas em Janeiro/08 (ok, já meti a cunha), mas eu não aguentaria até lá, pelo que meti mãos à obra e lá fui adquiri-lo. A história foi o que esperava, com alguns pormenores que desconhecia. A fotografia, a preto e branco, é excelente, ou não tivesse sido realizado pelo fotógrafo Anton Corbijn. Quanto à banda sonora... uí! Espectáculo!

Hoje acho que vou rever.

Control - Um filme a ver, num cinema ou num PC perto de si!
PS: Muito boa esta crónica sobre o filme.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007