quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Beja - Ontem e hoje

É talvez a mais nobre entrada da cidade de Beja. A Erminda de Santo André, situada na Rua de Lisboa esteve muitos anos em estado muito degradado, ameaçando mesmo a ruína.
Era um péssimo cartão-de-visita para quem entrava em Beja por aquela artéria.
Recordo-me que nas traseiras daquele local muitas vezes joguei à bola, ao berlinde, ao funcho, ao apanha e a tantas outras brincadeiras do meu tempo de criança.


(foto recebida por mail)

Felizmente, houve bom senso de, a tempo, se fazer uma recuperação profunda daí resultando num espaço bem agradável, e um bom postal da cidade para quem entra por aquela via. Ao invés do que acontecia na minha infância, já não se observam miúdos a brincar (devem estar na playstation, ou no PC). Ocasionalmente vejo "velhos" apanhando um pouco de sol ou a jogar à malha. Ao menos dinamizam o espaço circundante da Ermida que está fechada... não sei por que razão...

(foto: jocasipe)

16 comentários:

Luz disse...

E explica-me uma coisa por favor, já era branco ou resolveram pintar de branco?
Pelo pouco que se percebe não era...
Acho a recuperação fabulosa, tudo deveria estar em perfeito estado de conservação mas pintar não acho grande piada porque deixa de ser o que foi...


Fica bem

Luz

jocasipe disse...

@ luz: Das memorias que tenho, estava caiado, mas no tempo da foto já não deveria ver cal há mais de 20 anos.

Luz disse...

Ok, entendi, obrigada. Perguntei porque fico desiludida quando vejo casas recuperadas, em granito só em tom de exemplo, e depois pintadas... ficam tão feias pintadas e em granito tão lindas.

Luz

Olhos de mel disse...

Engraçado que o cenário nostálgico e triste, deu lugar a uma bela paisagem! Magnífico!
Beijos

Zig disse...

Bem, este monumento penso que não seja de "ninguém", ou seja, não há utilidade para este imóvel, logo, está fechado.

Bento disse...

vá lá ainda se vão fazendo coisas boas neste pais, a quantidade de monumentos degradados que há por ai, em bom estado qualquer dia são uma raridade....

babe disse...

será que o interior não tem algo de interessante que seja merecedor de ser aberto ao público??

Paulo Sempre disse...

Apenas as visitas dos presos, existentes no estabelecimento prisional frente à ermida, dão um "ar" de turistas atipicos.
A Pax Julia, infelizmente, já não tem o quotidiano romântico do tempo da famosa Mariana do Alcoforado (a freira de Beja)cujo baptismo ocorreu em Beja em 22/04/1640 quando Portugal estava sob o domínio espanhol.

Abraço
Paulo

RCataluna disse...

Dos melhores espaços que o Polis ofereceu à cidade.

Abraço!

Mary disse...

Resolvi retribuir a visita... e foi com agrado que me deparei com um blog alentejano.
Não sou daí mas tenho família a viver aí... Tamb´m me lembro dessa ermida velhinha quando os prédios ainda não abundavam na zona e agora é muito mais agradável chegar a Beja por essa entrada!
Cumprimentos

Lumife disse...

Uma visita antes da partida.

Voltarei em Janeiro.

Boas Festas.



Abraço

Rubina disse...

E que bonita que esta :)

Ivo Pereira disse...

'Ocasionalmente vejo "velhos" apanhando um pouco de sol ou a jogar à malha.'
Quando por lá passo para ir para casa também tão lá sempre... É o vício..

'Ao invés do que acontecia na minha infância, já não se observam miúdos a brincar (devem estar na playstation, ou no PC).'
Os 'miúdos', apenas estão em casa porque muitos deles já são proibidos pelos pais de sair, logo, não têm a tal de 'graça', sair à rua com um ou dois, se saírem, sai o grupinho... Quando um não pode sair o resto também não sai, por isso entretêem-se com o que podem... :)

Cumprimentos

noctivaga disse...

gostei da comparação entre o passado e o presente. Esta entrada da cidade é, para mim, a mais bonita.

Olhos de mel disse...

O passar do tempo nos dá a impressão de que se perdeu o brilho, o colorido... mas depois de uma pequena reforma, descobrimos que a beleza, o brilho, o colorido ainda está, apenas ficou ofuscado pela maturidade, pelos dissabores. Assim como objetos, coisas, paisagens, animais... o homem.
Bom domingo! E uma semana mravilhosa!
Beijos

Rubina disse...

Deixei-te um desafio!