quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

A Internet

A primeira vez que ouvi falar de internet foi no longínquo ano de 1992. Num curso de informática que tive na altura, com uns fantásticos processadores 386, Disco de 20Mb (se tanto) e 32 Mb de memória (um luxo!), efectuamos uma ligação às BBS americanos que eram uma rede de comunicações entre as Universidades dos EUA. A primeira forma de internet.

Já mais tarde, tive internet por ligação telefónica, aí pelo ano de 98. Recordo-me perfeitamente do primeiro download que fiz. Uma música que não tinha em vinil nem em cd - Touch by the hand of god dos New Order. Foram quase 2 horas, após várias tentativas frustradas, mas consegui. Mas, tudo era muito lento nesse tempo comparado com os dias de hoje.

Depois, com o aparecimento da internet por cabo, fui dos primeiros aderentes em Beja. 128 Kbps e sem quebras era muito bom. Sempre fiz o download de muitas músicas, a maior parte coisas que não se encontravam em portugal nem nas lojas. Muitos foram os programas que usei, napster, audio galaxy (o melhor de todos, sem dúvida!), imesh, e-mule, e muitos outros que já nem me recordo.

Nos últimos anos, com o aumento da largura de banda, o advento dos Blog's, os torrents, etc, assistimos a cada vez mais e mais diversificados conteúdos on-line.
Questiono-me onde vamos parar daqui a uns anos? A internet não ocupará o lugar do cinema, da TV?

Hoje em dia vamos à internet, e em menos de meia hora temos o último filme lançado, e que só estará em Portugal daqui a 2 ou 3 meses. Temos o último CD do mercado em menos de 10 minutos.
Exemplos: Aqui, aqui, aqui, ou aqui, entre inúmeros que todos os dias aparecem na net. Com tantas facilidades, não admira que cada vez menos haja menos cd's e dvd's vendidos. Serão piratas aqueles que tiram os filmes para verem? Ou os que lá os colocam? E aqueles que vem o filme, e se gostarem mesmo vão a uma sala de cinema, também são piratas?

Para onde caminhamos? Com o aumento da largura de banda a cada dia que passa qual será a próxima revolução?




Este é o vídeo da primeira musica que tirei da net: Touch by the hand of god - New Order. O vídeo é um pouco chocante, mas abre consciências (ou deveria...)

9 comentários:

Plum disse...

Excelente!!!*

Bento disse...

Realmente é uma evolução sem parar, e nestes últimos anos a ritmo galopante, quanto as questões algumas já as fiz a mim mesmo, nem sei se terão uma resposta!!!, mas futuramente tudo terá que se adaptar a esta nova realidade, de ter uma janela infinita em casa para o mundo maior do que a televisão

Zig disse...

Também comecei em 98 a carregar músicas pelo Napster, por vezes levara várias tentativas para apanhar uma só. Depois, ao passar essa música ficavam pequenas falhas. E hoje? Qualquer dia chega o pequeno almoço pela net...

Ivan disse...

Sorry. Look please here

RCataluna disse...

Belo post, com uma bela música a acompanhar!!

O Chaparro disse...

ainda bem que é assim!!!
Queremos mais e melhor

Rubina disse...

Musicas saco, embora nao devesse. Mas filmes ainda nao me aventurei. E um mundo que transformou as nossas vidas. Mas nem sempre para melhor.

Beijinhos

Olhos de mel disse...

É meu amigo lindo, as vezes também me pergunto: o que virá agora? Qual o futuro do cinema? Mas confesso que ainda gosto, daquele escurinho, do clima,...
Belo post!
Beijos

xtk disse...

também foi uma das minhas músicas favoritas na altura, agora ao rever o vídeo (magnífico por sinal)fez-me relembrar tantas outras...