sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

O Estado da Nação

Em Portugal, o poder de compra caiu de tal modo que até a classe média está a sentir na pele essa queda.
No seu estilo inconfundível, o Bloco de Esquerda atacou o Governo com o seguinte argumento:

- Temos a situação tão degradada com os valores éticos, sociais e morais a ser postos quotidianamente em causa por este Governo, que até universitárias estão a começar a prostituir-se.
A resposta de Sócrates não se fez esperar:

- Em primeiro lugar, este Governo não recebe lições de ética, nem quaisquer outras, de ninguém; em segundo lugar e como é apanágio de V. Ex.ª que já nos habituou à distorção sistemática da realidade, o que acontece é exactamente o oposto: a situação é tão boa que até as prostitutas já são universitárias.

6 comentários:

Luz disse...

Bem, com esta tenho de dizer que ele respondeu bem.
Acho que a dificuldade económica não anda a par e passo com a prostituição. Prostitutas Universitárias temos desde sempre. Pessoas que vendem o corpo para não se cansarem a trabalhar no duro, tivemos sempre... Até nos anos áureos.
Não tem nada a haver!

Beijo

P.S.- Tens lá uma coisa...

Bento disse...

Concordo com a Luz, até um certo ponto, porque não acredito que todas as Prostitutas tenho ido por opção própria a muito chulo neste país...

Mas o que irrita é ver o Governo, andar a mandar larachas parvas em vez de resolver as situações,

Zig disse...

O BE há muito podia ser um partido a tomar em conta, mas com declarações dessas não vão a lado nenhum!

RCataluna disse...

Sócrates conseguiu o mais difícil. No último debate parlamentar não respondeu a nenhuma pergunta! Os outros são todos demagógicos, distorcem tudo, já não há paciência...

noctivaga disse...

As estudantes universitárias dedicam-se á prostutuição porque querem é luxar. Enquanto estudante assisti a este flagêlo. Acreditem que existe mais do que aquilo que se possa imaginar. Uma tristeza.

a tua loira disse...

Meu querido,
Lamento informar-te que nenhum dos comentadores percebeu a piada...o que não deixa de ter graça :-)!
Jinhos doces!